Servir conta com mais de 60 tipos de tratamentos oftalmológicos

Tempo de leitura: 1 minuto

Para realizar a atualização, basta acessar o site do Servir ou pelo aplicativo. Foto: Sylvia Gondim/Governo do Tocantins

Nájilla Lopes/Governo do Tocantins

Nos últimos três meses, o Plano de Assistência à Saúde dos Servidores do Governo do Tocantins (Servir), realizou mais de 8 mil procedimentos oftalmológicos, oferecendo aos beneficiários uma rede de serviço com mais de 60 tratamentos diferentes, como, avaliação de vias lacrimais, mapeamento de retina, correção de bolsas palpebrais, entre outros.

Com o intuito de reforçar a importância dos serviços voltados à saúde dos olhos, o Servir tem trabalhado para ampliar sua rede de atendimento oftalmológico, que foi uma das áreas mais afetadas durante o período da pandemia decorrente da Covid-19, sem gerar custos aos beneficiários.

De acordo com levantamento divulgado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), no Brasil o número de consultas oftalmológicas caiu 35% em 2020, dados comparados ao ano anterior. Quanto à realização de cirurgias, a queda foi de 27%.

“Nossa preocupação é o bem estar dos beneficiários, que com a retomada gradual das atividades cirúrgicas, como resultado da desaceleração da pandemia que ainda enfrentamos, têm buscado cada vez mais essa grade de exames disponível e, vale ressaltar ainda, que estamos seguindo rigorosamente todas as orientações sugeridas dentro dos protocolos de segurança,” explica a diretora do Servir, Tatiana Braga.

Dentre os principais procedimentos realizados atualmente pelo Plano, está o Glare (BAT) que é responsável por avaliar indiretamente a qualidade da visão através da simulação de situações comuns do cotidiano, a Retinografia, técnica de exame para observar e registrar fotografias da retina, a Microscopia Especular da Córnea, exame indolor que analisa a quantidade de células presentes na camada mais profunda da córnea e outros.

Para mais informações sobre a cobertura oftalmológica o beneficiário pode entrar em contato com a central de atendimento pelo número: 0800 887 0700.